• Carreira

    Se você busca informações sobre planejamento para sua carreira profissional, o “Analista de Mercado – Oportunidades para a sua Carreira” é o lugar certo para você. 

    Todas as informações sobre  como descobrir que carreira seguir, como alavancar a carreira  e outras sobre esse tema, serão facilmente encontradas nessa categoria. 

    Planejamento de carreira

    Caso você já tenha pensado “não sei qual carreira seguir” e nem por onde começar, vamos te dar uma dica importante: faça um planejamento. 

    Antes de mais nada comece a pensar sobre sua carreira profissional. Nesse caso, é interessante que você reflita sobre onde se vê no mercado de trabalho em 5 (cinco), 10 (dez) ou 15 (quinze) anos. Seja como empregado dentro de uma empresa, como profissional autônomo no mercado de trabalho, ou até em uma carreira acadêmica.  esse tipo de planejamento se é uma ferramenta importante para buscar a progressão e busca pela posição profissional almejada.

    Se você tem dúvidas sobre como saber que carreira seguir, é muito interessante que comece pela elaboração de um plano de carreira. E isso envolve um processo de reflexão, para que você descubra quais são as suas metas e os seus objetivos com o intuito de estabelecer o melhor caminho possível para alcançá-los. A definição desse plano vai servir como um guia de crescimento profissional. Mas, é preciso que você tenha foco e também metas realistas para não se perder durante o caminho. Mas nós vamos falar mais sobre isso ainda nesse texto. Continue acompanhando para entender o que é um plano de carreira. 

    Durante esse planejamento, foque em encontrar informações sobre mercado de trabalho, cursos necessários, salários, carga horária, possibilidade de crescimento, por exemplo, que são as principais informações que você precisa ter ao decidir sobre uma nova profissão. 

    Caso você já tenha uma profissão, mas está insatisfeito e quer mudar de ramo, fique sabendo que trocar de carreira pode ser um processo difícil, porém, mais rápido que para quem está iniciando a preparação agora. Esse trajeto pode ser mais rápido, principalmente se você já tiver um curso de graduação, pois pode aproveitar algumas disciplinas do primeiro curso durante o segundo, diminuindo o tempo necessário para concluir. 

    Mas aqui não iremos tratar apenas de mudança de carreira, aqui você vai encontrar informações sobre tudo o que precisa. 

     Qual carreira seguir?

    Se você está em dúvida sobre qual carreira seguir, é preciso que o primeiro passo seja estabelecer seus objetivos. Saiba onde você quer chegar, se pergunte em que posição pretende estar dentro de um determinado período de tempo em uma empresa ou em sua jornada como empreendedor ou autônomo. Então, analise seus potenciais, descubra quais são seus pontos fortes e fracos para saber como lidar com os pontos fracos e como tirar proveito dos fortes.

    Em seguida, é preciso definir suas estratégias, avalie as suas qualificações e veja se é possível alcançar determinado cargo apenas com elas, ou se haverá necessidade de realizar mais algum curso específico, seja ele de graduação, pós-graduação, especialização, mestrado ou doutorado. 

    Mas antes de se matricular em qualquer curso, pesquise sobre a área de interesse, e para te ajudar a escolher o caminho certo, separamos algumas dicas importantes. Confira: 

    Para te dar uma ideia de como vai ser, separamos algumas dicas sobre o assunto:

    Leve em conta as suas habilidades e preferências

    O primeiro passo para saber que carreira seguir é saber quais são suas preferências e em qual área você tem mais facilidade. E mesmo que você não saiba por onde começar, pode dar o pontapé inicial se lembrando das disciplinas que tinha mais facilidade ou dificuldade durante os anos de estudo na educação básica. Por exemplo, se você tem mais facilidade com português, pode se sair melhor em cursos da área de humanas, enquanto uma pessoa com mais facilidade em Matemática, pode se sair melhor em cursos da área de exatas. 

    Vale lembrar que essa facilidade em uma área é apenas o início para escolher que área seguir, você também pode listar outras atividades e preferências antes de se matricular. Também é importante ressaltar que depois de formado, você irá trabalhar todos os dias nessa área, como já dissemos anteriormente. Portanto, escolher algo de acordo com o seu perfil é de extrema importância para um futuro profissional de sucesso. 

    Além disso, você pode contar com a realização de testes vocacionais, confira se essa é uma boa estratégia para você e procure um profissional habilitado para a aplicação desse teste. 

    Pesquise sobre o mercado de trabalho da carreira escolhida

    Ingressar em uma carreira que vai te trazer satisfação pessoal é fundamental, pois no exercício da profissão, vai atuar diariamente nessa área, mas também é de extrema importância pesquisar sobre o mercado de trabalho desta profissão. Você precisa conhecer o mercado da área para saber o que estará te esperando depois de formado. Portanto, ter informações sobre o piso salarial (a remuneração de entrada da profissão), a média de remuneração na sua região e se ofertas de vagas suficientes, pode te ajudar na escolha do melhor curso. 

    A nossa dica aqui é aliar o que gosta de fazer com as possibilidades de um futuro promissor nessa área escolhida. 

    Converse com profissionais da área

    Por fim, nossa última dica é para quando você já tiver alguma ideia de qual caminho seguir.  Se você ainda possui alguma dúvida sobre o curso ou carreira escolhida, a melhor forma de saná-las é conversando com profissionais já formados e já atuantes na área. Além disso, nessa conversa você pode aproveitar para conhecer melhor o dia a dia da profissão escolhida, conhecendo bem as tarefas e atribuições do cargo. Sem contar que nessas conversas você pode começar a criar uma rede de relacionamentos, que pode ser útil na conquista de um emprego futuramente. 

    Caso você não conheça ninguém na área escolhida, a dica é frequentar feiras de profissões promovidas por instituições de ensino superior, onde você vai encontrar estudantes e professores do curso escolhido.  Essas feiras costumam acontecer perto das datas dos vestibulares dessas faculdades, para dar uma amostra aos futuros alunos de como é a profissão. 

    Qual profissão ganha mais? 

    Se você está buscando uma nova carreira se baseando nos futuros salários que pode receber, precisa saber que você não está sozinho. Muitos profissionais usam esse fator como determinante em suas escolhas. Vale lembrar que todas as carreiras podem passar por altos e baixos, mas existem algumas que se mantêm firmes no mercado. 

    Confira a seguir as profissões mais bem pagas no Brasil:

    • Medicina: as áreas de saúde e qualidade de vida em geral são garantia de excelentes salários. Inclusive são conhecidas por essa característica. E, quanto maior for a especialização e o tempo de carreira do profissional, maiores serão os vencimentos. A média nacional para profissionais que possuem diploma de graduação em Medicina é de R$ 8,4 mil, sendo que a especialidade de cirurgia plástica é a especialidade com maior salário médio (podendo chegar a R$ 18,5 mil). E se você puder aliar uma graduação a outras formações multidisciplinares pode conquistar cargos mais altos, como por exemplo o de Diretor Médico de Hospitais, em que o salário pode chegar e R$ 50 mil por mês.
    • Engenharia: a carreira de engenheiro também possui ótimas oportunidades e salários, sendo que podemos considerar a Engenharia Ambiental e a Engenharia de Petróleo e Gás são as áreas de destaque na atualidade. Um Engenheiro Ambiental, por exemplo, tem remuneração inicial de R$ 3,6 mil e um Engenheiro do Petróleo tem vencimento médio de R$ 15, 5 mil, podendo chegar a R$ 60 mil, em cargos em nível de gerência.
    • Administração: se engana quem pensa que um profissional formado em administração ganha pouco. Um administrador tem enorme campo de trabalho e pode atuar nos mais variados setores da economia. Um profissional que atue com finanças tem mais chances de alcançar uma carreira de sucesso. Por exemplo, a média salarial de um Supervisor Administrativo é de R$ 4,9 mil, já um Consultor Financeiro chega a R$ 7 mil. Por outro lado, um Diretor Financeiro pode chegar a ganhar R$ 30 mil em grandes cidades.
    • Tecnologia da Informação: além de muito bem remuneradas, as profissões de TI possuem rápida valorização e grande procura nos  últimos anos. Por exemplo, um Analista de Sistemas em início de carreira tem salário médio de R$ 4,2 mil. E, em três anos, sua média salarial pode chegar a R$ 7 mil. Com mais de dez anos de experiência, os vencimentos saltam para R$ 17 mil. E se chegar ao patamar de Diretor Técnico e de Operações do mercado de tecnologia os ganhos mensais pode chegar até R$ 50 mil.
    • Direito: Essa também é uma das carreiras mais procuradas pelos estudantes que estão entrando em uma universidade. Essa é uma área com boas oportunidades tanto no mercado privado como também em concursos públicos. Especializações em Direito Empresarial, Internacional, Tributário e Civil são as que garantem melhores salários. Por exemplo, um Assessor Jurídico ou Advogado Empresarial podem ganhar até R$ 7 mil. Já um Diretor Jurídico do mercado financeiro pode alcançar até R$ 40 mil mensais.

    O que é plano de carreira

    Por fim, vamos falar um pouco sobre o plano de carreira, como já mencionamos no começo deste texto. Aqui você vai encontrar informações importantes sobre esse tema. 

    Antes de mais nada, você precisa saber que o plano de carreira é essencial para seu planejamento profissional. 

    Também é preciso mencionar que ele pode ser dividido em dois tipos: o primeiro é o que a empresa desenvolve para o colaborador e segundo é aquele que o próprio profissional desenvolve para si mesmo. 

    Um bom plano de carreira elaborado por uma empresa para seus funcionários, é aquele que visa traçar a trajetória do colaborador dentro da instituição. É uma maneira de criar uma sequência lógica de evolução para cada profissional da empresa. Quando uma instituição oferece um planejamento de carreira, geralmente entre seus principais propósitos estão a evolução do padrão de vida; elevação de cargos; crescimento de remunerações; mais experiência com habilidades e novos conhecimentos; experiência internacional e a ampliação de responsabilidade. Para aplicar qualquer um desses propósitos a empresa vai precisar de um excelente planejamento, comunicação, networking empresarial, muita dedicação e foco. 

    Portanto, antes de ingressar em uma empresa que ofereça plano de carreira é necessário que você olhe para si mesmo e estabeleça um mapeamento pessoal, identifique seus valores, motivações, medos, entre outras características para saber quais são suas competências e as habilidades que adquiriu ao longo da sua jornada profissional e como elas poderão te ajudar a ter um crescimento, de acordo com o plano da empresa. É interessante também pesquisar o mapeamento do mercado, procurando informações sobre a área, função e cargo que você pretende entrar e quais as competências exigidas para atingir o tão sonhado cargo.

    Para finalizar, podemos destacar 5 formas de elaborar um plano de carreira, de acordo com seus objetivos: 

    Carreira horizontal

    Esse modelo de plano de carreira, para muitos, pode não ser considerado como tal.

    Podemos chamar de carreira horizontal aquela que não conta com uma possibilidade de crescimento no nível hierárquico. Na prática, não existe esse tipo de divisão dentro da instituição. Todos os funcionários possuem cargos no mesmo nível, por isso, existe a evolução apenas das tarefas e das responsabilidades em determinada posição.

    Carreira em linha

    Nesse modelo de plano de carreira, os cargos e níveis hierárquicos são padronizados. Em muitos casos, as promoções são automáticas, em função do tempo de serviço dentro da empresa.

    Um bom exemplo desse modelo é o serviço público e instituições militares. 

    Carreira paralela

    Nesse modelo de plano de carreira os colaboradores têm a possibilidade de alcançar cargos de liderança, em um ramo hierárquico separado.

    Por exemplo, nas empresas que usam a seleção de trainees, que costumam usar um plano de carreira paralela.

    Carreira em Y

    Esse plano é para aqueles profissionais que estão crescendo em sua área de atuação, mas não têm perfil de liderança. Portanto, cria-se cargos de especialistas para esses funcionários. 

    Esse é o caminho bifurcado, também chamado de carreira em Y. Dessa forma, em determinado ponto de certas funções, há a possibilidade de seguir para um dos dois ramos distintos: gerencial ou especialista.

    Carreira em rede

    A carreira em rede é semelhante ao modelo em Y. Mas a diferença entre eles é que existe uma variedade maior de cargos que o colaborador pode escolher seguir. Dessa forma, eles são influenciados a procurarem  as funções que mais gostam ou onde tenham um melhor desempenho.

  • Curso de tecnologia em recursos humanos: quais as opções de atuação de um profissional formado?

    Quem busca por um curso de tecnologia em recursos humanos precisa conhecer bem as atribuições do profissional formado e como está mercado de trabalho, antes de se inscrever no curso. Por isso, aqui no Blog Analista de Mercado – Oportunidades para a sua Carreira, você vai descobrir tudo o que precisa sobre essa profissão. Então, […]

    VEJA +
  • Oportunidades de Carreira em TI: Por onde começar?

    Repleta de inovação, oportunidades e bons salários, a carreira de TI é o sonho de muitos profissionais que desejam trabalhar com tecnologia. Porém, para quem pensa em seguir nesta área, antes mesmo de descobrir por onde começar a carreira em ti, é necessário entender que o mercado para estes profissionais cresce em ritmo acelerado, sendo […]

    VEJA +