Razões para fazer uma pós-graduação em gestão escolar

Hoje vamos te contar algumas razões para fazer uma pós-graduação em gestão escolar, mas antes você vai saber também para que serve pós graduação em gestão escolar, quem pode fazer pós em gestão escolar, o que é pós graduação em gestão escolar e muito mais!

O que é gestão escolar

A gestão escolar é um campo abrangente, que vai além da administração de uma instituição de ensino. Ela pode ser explicada como um sistema de organização interno de uma escola, que envolve todos os setores. Ela também é o resultado de uma visão estratégica da instituição e tem como objetivo principal ensinar com qualidade e formar cidadãos com as habilidades necessárias tanto para a vida pessoal como profissional.

Um bom gestor escolar precisa estar atento aos 6 pilares que compõem essa área:

  1. Gestão Pedagógica
  2. Gestão Administrativa
  3. Gestão Financeira
  4. Gestão de Pessoas
  5. Gestão de Comunicação
  6. Gestão de Tempo e Eficiência dos Processos.

 

Começando pela Gestão Pedagógica, podemos dizer que esse item consiste no planejamento dos conteúdos e métodos relacionados diretamente com à educação. É por meio dela que se definem os parâmetros de ensino-aprendizagem que a escola deverá seguir. Ela tem o objetivo de alcançar o fim pedagógico, ou seja, que o aluno seja educado. Para isso ela envolve as metodologias que serão aplicadas, materiais e treinamentos do corpo docente. Também é sua função manter professores e equipe alinhados ao objetivo e motivados na execução de todas as etapas do processo de educação.

Seguindo com a Gestão Administrativa, nela o principal objetivo é manter o cuidado e a manutenção física da escola, passando por todos os processos, até as rotinas da secretaria. Aqui estão incluídos os recursos materiais, financeiros e físicos. Ela tem o objetivo de manter todo o ambiente escolar organizado, para que haja fluidez na Gestão Pedagógica.

A terceira, é a Gestão Financeira, que é a responsável por viabilizar os recursos necessários através das finanças para manter as necessidades estruturais da instituição. Assim sendo, o gestor precisa ter controle das contas a pagar e a receber, conhecer os custos fixos e variáveis, estabelecer medidas para problemas de inadimplência e também soluções para captação de novas matrículas.

A próxima é a Gestão de Pessoas, imprescindível para que a escola funcione de forma harmoniosa, com todos os pilares alinhados. Portanto, é preciso levar em consideração todas as pessoas envolvidas direta ou indiretamente, ou seja, a comunidade escolar. Essa comunidade é formada por alunos, professores, coordenadores, funcionários, fornecedores e pais. Aqui o gestor exerceu seu papel de liderança desse grupo, pois precisa estimular e motivar todos, sempre buscando extrair o melhor de cada parte envolvida.

O penúltimo item é a Gestão da Comunicação que está ligada diretamente com a gestão de recursos humanos. Ela pode ser dividida entre comunicação interna e externa, trata da troca de mensagens entre pessoas e é fundamental para o bom funcionamento da Gestão Escolar como um todo. É por meio da comunicação que muitos problemas podem ser evitados ou minimizados. As instituições de ensino podem criar meios de se comunicar com a comunidade escolar, seja através de reuniões, e-mails, bilhetes, murais ou até aplicativos. É essa comunicação entre todos os personagens da comunidade ajuda o gestor a criar uma gestão escolar mais participativa.

Por fim, a Gestão de Tempo e Eficiência dos Processos leva em conta o tempo como um recurso precioso e para aproveitá-lo bem, é preciso estabelecer prioridades. Existem pesquisas que mostraram que gestores escolares passam a maior parte do tempo resolvendo problemas de curto prazo e acabam deixando de lado o planejamento a longo e médio prazo. Mas é preciso evitar que isso aconteça, e o processo pode começar com uma lista de prioridades que defina as funções de cada colaborador. Isso criará uma gestão eficiente do tempo e aumentará a produtividade de toda a equipe.

Pós-graduação em gestão escolar

A pós em gestão escolar é indicada para profissionais formados em pedagogia, licenciatura específicas ou graduação em cursos da área de educação. Além da pós graduação em gestão escolar ead outra opção semelhante que também pode ser cursada é a pós em gestão escolar: orientação e supervisão, ambas possuem o objetivo de aprimorar os conhecimentos sobre os sistemas de ensino no contexto educativo e ajudam a impulsionar a carreira na área educacional.

Além de professores bem capacitados para exercer suas funções, todas as escolas precisam também de profissionais da área de educação direcionados para a gestão escolar. Para ocupar esses cargos de gestão é preciso que esses profissionais compreendam a complexidade das relações entre a comunidade escolar e familiar, sempre levando em consideração os recursos físicos e financeiros disponíveis.

Para exemplificar como funciona uma pós-graduação em gestão escolar usamos como base o curso oferecido pela Faculdade São Luís na modalidade de ensino a distância (EAD). Nela o aluno e futuro gestor aprende conceitos e técnicas para implementar uma gestão democrática e participativa nas instituições de ensino. A duração do curso é de 450 horas, e os alunos contam com videoaulas, livros impressos ou online, sobre os seguintes conteúdos:

  • Didática do ensino superior – 75h
  • Novos caminhos para profissionais da educação – 75h
  • Políticas educacionais – 75h
  • Teorias da Administração – 75h
  • Princípios e Métodos de supervisão e orientação educacional – 75h
  • Planejamento institucional – 75h

 

Razões para fazer uma pós-graduação em gestão escolar

Existem inúmeros motivos pelos quais você deveria fazer uma pós-graduação em gestão escolar, mas selecionamos os principais para te ajudar a perceber a importância do curso para os profissionais da área da educação. Confira:

  • melhorar a eficiência do ensino atual por meio da otimização dos processos diários;
  • capacitar os profissionais para compreender a importância e o impacto das políticas públicas em educação;
  • preparar os profissionais para gerir escolas e diversos sistemas educacionais;
  • estimular pesquisas e análises sobre problemas do cotidiano na gestão escolar;
  • auxiliar no entendimento das questões contemporâneas dentro da educação;
  • enfrentar os desafios da gestão escolar na atualidade, mantendo-se à frente do mercado.

 

É preciso destacar ainda que para se obter uma boa qualidade na equipe de professores e uma comunidade atuante, o desempenho da equipe de gestão escolar é fundamental. Assim sendo, a função do supervisor escolar é trazer propostas para a resolução de problemas, agindo como um articulador de políticas internas e externas da escola, e dessa maneira criando uma rede de relacionamento entre os professores, as famílias e a comunidade em geral.

 

Editor do site

Cada integrante de nossa equipe carrega consigo uma valiosa coleção de experiências e habilidades singulares, culminando em um conjunto coeso que busca incansavelmente a excelência na criação de conteúdo. Nosso objetivo primordial é superar as expectativas, oferecendo aos nossos leitores uma experiência que não apenas enriqueça, mas também permaneça na memória.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

10 − 9 =